sábado, 10 de outubro de 2009

♫Rio de Muane: Afro-Espetáculo de Dança, Teatro e Capoeira♫



♫Rio de Muane: Afro-Espetáculo de Dança, Teatro e Capoeira♫

Lundu, Samba e Capoeira para contar a história da escrava Muane, no Rio de Janeiro do século XIX. A diretora Denise Zenícola lançou mão de vários elementos da cultura e de religiões de matriz africana. A estética afro-brasileira de Rio de Muane, por exemplo, é um convite à intervenção de capoeiristas e percussionistas no cenário urbano carioca. Já o samba, por seu turno, abre alas para os pregoeiros que revestem as reflexões críticas da escrava Muane de uma sedutora beleza-plástica.


Provocante, a diretora propõe um diálogo, ora conivente, ora contrastante com a aridez do livro Cidade dos Sabios de Luis Antônio Baptista. Rio de Muane é uma adaptação müsico-teatral do texto de Baptista. Enquanto o escritor exuma as atrocidades do regime escravocrata, a dramaturga trilha pela leveza musical sem perder, no entanto, o foco nas mazelas sociais do Rio de Janeiro do século XIX. Ela não poupa o espectador da reconstituição da Cidade dos Tigres. (Muane era Tigre. E Tigres eram escravos que circulavam pelas ruas do Rio de Janeiro transportando excrementos humanos. Os tigres lançavam os dejetos ao mar). A versão de Zenícola encontra nos cânticos afros, no lundu e no samba soluções para caracterizar os vários períodos históricos pelos quais atravessa o espetáculo.

Ácida, agressiva e guerreira, Muane canta e dança nas rodas de lundu, samba e capoeira para minimizar um doloroso cotidiano. Por esta razão, as cenas de dança de capoeira e dos pregoreiros permitem que espectador respire enquanto repensa a história do Brasil. A ginga da Lapa está inteira na peça Rio de Muane.


*Direção: DENISE ZENÍCOLA*

**Elenco: profissionais de dança, teatro e capoeiristas*

*Cátia Costa (Muane e Mensageiro),
*Débora Camos (Antonia e Lumueno),
*Carolina Ferreira ( Isaura e mulher sentada),
*Wander Paulus (Tião e Negro Ioruba),
*Pedro Mota (Narrador e Oju-Obá),
*Viviane Santos ( Engrácia e menina que dança),
*Kaio Ventura (Capoeira)
*Participação Especial de Mestre Casquinha
*Classificação para 14 anos.

*APRESENTAÇÕES*

*CIA. DE TEATRO CONTEMPORÂNEO*

*Dias: 3, 4, 10, 11, 17, 18, 24 e 25 de outubro

*Rua Conde de Irajá, 253 em Botafogo - telefones: 2537-5204 *Sab às 21h e Dom às 20h

*Ingresso: 30 reais

*TEATRO DA UNI-RIO*

*Dia 23 de outubro - 19h *Av. Pasteur, 436 - tel.2295-2591


*Informações e imagens gentilmente cedidas pelo srº Mauro Viana – (JIMP Assessoria de Imprensa - 8648-4736)*