quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Inscreva sua turma na 1ª Batalha de Graffiti Nacional - 
King of Brasil 2010.





Salve fellas!

Ta rolando as inscrições para a 1ª Batalha de Graffiti Nacional, o K.O.B. – King of Brasil. O K.O.B. será uma batalha de crews (turmas de graffiti), com no mínimo 3 e máximo de 5 integrantes. Este evento vai acontecer em março, mas as inscrições só poderão ser feitas até 10 de Fevereiro de 2010, às 17h00.

Link pra inscrição: 
http://www.kingofbrasil.com.br/kob/inscricoes.html

O GRAFFITI

O Graffiti “Spray Can Art” (nome dado a toda arte mais elaborada e produzida com spray) iniciou em Nova York, onde garotos que viviam em bairros pobres, pintavam seus nomes, e personagens como os de Vaungh Bodê (cartunista muito popular da época) que retratava em seus personagens um mundo mistico e fantástico, e tinha como foco principal o protesto contra a guerra.
Hoje, quase 40 anos depois, o Graffiti vem se destacando como a mais ativa e emergente forma de expressão contemporânea.
Milhares de jovens no mundo inteiro vêm por meio dessa fascinante manifestação artística colorindo, protestando, reivindicando e mostrando diversos universos de forma lúdica e adaptável.

A BATALHA

A cultura Hip Hop se alastrou junto com as gangues Nova-iorquinas, que ja por volta da década de 70, respondia a opressão social com violência brutal. Além das depredações dos prédios do bairro, era comum o confronto armado. Por tradição norte-americana os grupos étnicos não se misturavam, daí tinha gangues de hispânicos e gangue de negros.
Cada um tinha o seu código de grupo, o chamado Tag (assinatura dos grafiteiros), que demarcavam o território. Preocupado com tudo isso, África Bambaata resolveu marcar alguns confrontos, onde as gangues poderiam resolver suas diferenças. Esses confrontos aconteciam em festas e bailes, onde a dança era a principal arma.
Surgiu então a batalha, conhecida até hoje como "racha".


POR QUE UMA BATALHA EM CREWS?

A arte de se expressar por meio de pinturas em paredes, nos remonta a realidade pré-histórica, onde grupos representavam em paredes de cavernas seu cotidiano de caças e migrações. Este fenômeno artístico se tornou uma tradição que permanece até os dias atuais, porém com motivos bem diferentes daqueles outrora pintado nas paredes das cavernas. 
A Batalha em crews se torna muito mais completa, uma vez que em uma crew há artistas variados, que mesclam estilos, técnicas, além das diversas vertentes do Graffiti como personagens e letras. Um complementa o trabalho do outro.
O desafio é justamente unir tudo isso sem perder a interação, 
mediação e colaboração entre os indivíduos que estão ligados 
em rede por relações de interdependência.

Demoro fellas?!
NEUROSE URBANA CREW confirmada!
Até lá!

abrako.

por Chivitz.